top of page
Buscar

DF é condenado a reduzir em 50% jornada de servidora com filho autista

O juiz da 7ª Vara de Fazenda Pública do Distrito Federal deferiu a tutela de urgência para determinar que o DF estabeleça jornada laboral de 20 horas semanais à servidora, sem redução proporcional da remuneração e sem compensação de horário, em face às necessidades de cuidados com o filho e curatelado.

A servidora, filiada ao SindSSE/DF, ajuizou ação, na qual narrou que exerce o cargo público de agente Socioeducativa, vinculado à Secretaria de Justiça do DF, e que possui jornada de 40 horas semanais. Em razão de ter um filho diagnosticado como autista, fez pedido administrativo de concessão de horário especial. Todavia, a perícia da Junta Médica negou seu pedido. Diante da postura da Administração Pública, requereu ao Judiciário que obrigue o DF a conceder a devida redução de 50% da jornada, com base em laudos e relatórios médicos especializados, psicológico, terapêutico, fonoaudiológico.

Ao decidir a tutela de urgência, a juiz Paulo Carmona confirmou que o laudo da Junta Médica possui “vício grave de motivação incompleta, pois se limita a indicar os dispositivos legais em que está pautado, sem qualquer motivação fática, em descompasso com o princípio constitucional da motivação dos atos administrativos, que deve ser completa, nos termos dos arts. 2º, par. único, VII e 50, da Lei nº 9.784/99, aplicável ao Distrito Federal nos termos da Lei Distrital nº 2.834/2001.”

A decisão destacou, ainda, o perigo de dano em razão da demora do Poder Público no reconhecimento do direito à redução da jornada laboral da servidora. Para o juiz, a demora pode afetar a saúde e o desenvolvimento da criança, tendo em vista a ausência de acompanhamento da mãe.

Para o advogado Diogo Póvoa, da assessoria Jurídica do SindSSE/DF, “a Constituição Federal disciplina o dever do Estado em cuidar da saúde, da assistência pública, da proteção e garantia de integração das pessoas com deficiência. A concessão da tutela de urgência é muito importante, pois o Manual de Orientação do Departamento Científico de Pediatria do Desenvolvimento e Comportamento prevê que a intervenção precoce pode alterar o prognóstico e suavizar sintomas.”.


Fonte: https://www.sindssedf.org.br/df-e-condenado-a-reduzir-em-50-jornada-de-servidora-com-filho-autista/

18 visualizações

Comments


Preencha o formulário para entrarmos em contato
Sua mensagem foi recebida. Entraremos em contato em breve. Obrigado!
bottom of page